quinta-feira, 29 de maio de 2014

Seja um Delion


O vento sopra... suas sementes se desprendem com leveza e deslizam suavemente pelo ar...  cada semente voa livre e vai seguindo o fluxo do vento até chegar em um novo destino, um outro pedaço de terra fértil. As sementes pousam, se acomodam e crescem ali. Não demora muito, e um novo ser surge... cheio de sementes prontas para revoar ao vento.

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Gesto Simples


Basta levantar o braço direito e esquerdo até a altura dos ombros, se aproximar de um amigo, colega, familiar... coração com coração e envolvê-lo, se entregando e deixando-se abraçar por esse outro ser.
Ahhh... o abraço!

O que seria de nós se não tivesse nos sido ensinado desde cedo abraçar?

Repito! O gesto é simples e pode nos curar de qualquer tristeza, decepção, desavença... transportar alegrias, conquistas, aquietar uma saudade... pode nos proporcionar momentos inesquecíveis e de pleno entusiasmo. O abraço é um ato simples e nos serve para nos ensinar a compartilhar sensações.

Aqui na [hi] é assim!

Ninguém passa por aqui ileso ao abraço. Aqui tem abraço duplo, triplo e até em grupo... abraço que exala energia e transmite troca de sensações. Na [hi] você sobrevive, se mantém e cresce distribuindo abraços por aí.

O abraço já foi até pesquisado por cientistas. Acredite... eles descobriram que o gesto traz diversos benefícios a saúde. Quando abraçamos, carregamos e transmitimos sentimentos.

Está passando por momentos difíceis ou angustiantes? Abrace! O gesto pode te reconfortar e servir de apoio para entender que pode contar com esse amigo (a).

Está entusiasmado e alegre com a vida? Abrace! Aproveite o momento para se doar e compartilhar toda essa energia.

Fique certo de que não há contra indicações. Por isso, abuse e sinta o abraço todos os dias de sua vida! Pode ser um, dois, três... quanto mais abraços a gente compartilha, mais abraços a gente recebe. Portanto, gaste todos os abraços possíveis ao longo de sua jornada!!!

Ah! E nós da [hi], fazemos questão de deixar o nosso abraço para VOCÊ!

terça-feira, 20 de maio de 2014

ENEM 2014: E aí, já fez a sua escolha profissional?


Como você deve saber, as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para este ano se iniciaram no último dia 12.

As provas que avaliam  estudantes em diferentes competências do ensino e possibilita a entrada dos candidatos em universidades ou auxílio ao ingresso por meio de bolsas, já recebeu nesta edição mais de 4 milhões de inscritos e tem previsão de receber ainda mais 6 milhões de novas inscrições até dia 23 de maio.

O [hi]School aproveita a deixa para lembrar, você estudante, sobre a importância de observar suas habilidades. Você que teve a oportunidade de participar de um dos bate-papos do [hi]School – Rumo ao Topo – ministrado em sua escola e se lembra do que foi dito, certamente não terá dificuldade de tomar um norte quando for escolher qual área profissional seguir. Mas, se ainda não teve a chance de participar de uma de nossas palestras, respire fundo e fique calmo... =)

Se está na dúvida entre Direito ou Engenharia, Administração ou Turismo, Medicina ou Jornalismo, Educação Física ou Psicologia... primeiramente, considere antes de mais nada, a auto análise e se pergunte:


  • O que eu gosto de fazer?
  • O que eu sei fazer?
  • Posso ganhar dinheiro com isso?


Algumas respostas surgirão e ficará mais claro se o seu perfil tende mais para a área de exatas, humanas ou biológicas. Possivelmente, as perguntas poderão te nortear melhor a respeito de qual área combina mais com você. Além disso, faça questão de ler sobre os cursos que tem interesse. De repente, vale consultar um profissional que já esteja na área para saber como é o trabalho que ele desempenha, quais são os prós e contras da profissão e outras perguntas.

Caso já esteja finalizando o terceiro ano sem fazer ideia de que carreira seguir, orientamos que continue se observando, certo de que ainda terá muito tempo pela frente para se especializar em uma área que goste e te faça feliz.

Ah! E fique tranquilo. Se você está cursando o ensino médio, o [hi]School ainda tentará chegar até a sua escola para te ajudar nisso. Conte com a gente na sua jornada!



terça-feira, 6 de maio de 2014

É tempo de [hi]School nas escolas


A família, as instituições de ensino e as religiões têm responsabilidade constante em educar os jovens com a finalidade de prepará-los a conviver em sociedade. O [hi]School sustenta, orienta escolhas e tem a intenção de interiorizar nesses adolescentes fundamentos sobre o que é justo e moral.

O projeto [hi]School vem trabalhando junto com escolas de Brasília desde 2011 e auxiliando o desenvolvimento social e humano dessa juventude a partir de suas ferramentas. Hoje, um dos principais objetivos da [hi], realizadora do projeto, é disseminar valores nessas pessoas.

Características socioemocionais como perseverança, motivação, integridade, benevolência e humildade são apenas alguns dos principais valores cultivados nas palestras realizadas nas escolas.

De acordo com o resultado do Fórum Internacional de Políticas Públicas realizado em São Paulo no final de março pelo Ministério da Educação (MEC), aspectos socioemocionais, como esses, podem elevar o desempenho dos estudantes em até 30%. Podemos dizer que a [hi] está à frente no mercado educacional por inserir a importância no cultivo de bons valores e potencializar isso nos jovens.

A conclusão que partiu de um estudo realizado pelo Instituto Ayrton Senna (IAS) e pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) cruzou resultados de provas através de relatórios aplicados em 25 mil alunos e traçou o perfil socioemocial dos estudantes. O estudo constatou, por exemplo, que um aluno mais aplicado fica em média, quatro meses e meio a frente de um colega desmotivado no calendário escolar, ainda que os dois tenham o mesmo perfil e condições semelhantes. Concluiu-se também que tais competências, são muito importantes para a motivação e para o desenvolvimento interpessoal e social do jovem e por isso, devem ser inseridas no contexto escolar diário.

É tempo de inserir valores nas escolas. Todos os núcleos de ensino devem reconhecer a importância dos resultados dessa pesquisa. Trata-se de um desafio para a educação do nosso país. Podemos mudar muita coisa!  Mãos à obra, [hi]School!

quinta-feira, 1 de maio de 2014

20 anos de boas lembranças – Ayrton Senna da Silva


“Antigamente eu me sentia nada, eu achava que eu não era nada. Que eu era qualquer pessoa que não sabia nada... e agora, eu me sinto mais leve. Eu sinto que eu também posso tudo o que todo mundo pode. É isso que eu sinto.” fala de uma menina beneficiada pelo Instituto Ayrton Senna.

Essa fala expressa exatamente o que ele fazia. Ele transformava a vida das pessoas e até hoje, multiplica essas transformações. É, e continua sendo um realizador de sonhos.

Há vinte anos perdemos um nome para o esporte, para a nação e para a vida, Ayrton Senna da Silva. Um Silva, comum entre os sobrenomes, mas que foi, e continua sendo, um exemplo de determinação e coragem que deixou marcas além do mundo automobilístico.

Mesmo sendo uma data marcada pela perda inesperada desse incrível exemplo, nos foram deixadas lembranças. Boas e memoráveis recordações. A força de vontade e o patriotismo que o acompanhavam transportavam milhões de brasileiros – e não brasileiros – às corridas e ao mundo da Fórmula1. Ayrton Senna foi além... não era apenas o esportista vidrado na velocidade e em ser sempre o número um nas pistas. Ele era tímido, pouco egocêntrico e ainda sim, fazia questão de olhar para os lados. Ajudava as pessoas sem distinção, transmitia esperança para o povo brasileiro, e para a mudança no mundo, possibilitando realizações de sonhos.

E alguém sabe qual era o sonho dele?

O sonho dele era melhorar o seu país, o Brasil. A desigualdade social o desagradava muito, o incomodava.  Ser vencedor num país com tamanha desigualdade o fez querer compartilhar sonhos.

Senna doou secretamente milhões de dólares para ajudar crianças carentes. Deste sonho nasceu o Instituto Ayrton Senna (IAS), que ganhou este nome após a sua morte.

“Vivemos num país que tem uma realidade de muita desigualdade social. A diferença de pobres e ricos é imensa. Isso incomodava muito o Ayrton e eu. O Ayrton não queria ser vencedor num país de perdedores. Onde a maioria não tinha oportunidade de ser uma pessoa vitoriosa na vida Viviane Senna, irmã e Presidente do Instituto Ayrton Senna.  


Nós do projeto [hi]School, deixamos a nossa singela homenagem a este homem que é referência mundial e exemplo em nossas palestras, ministradas nas escolas, como referência de determinação.