sexta-feira, 17 de maio de 2013

A Força do Abraço



O abraço pode parecer algo muito fácil de ser explicado: é uma ação realizada entre duas ou mais pessoas, em que elas são envolvidas nos braços umas das outras. Mas essa seria uma visão muito simplista do abraço, vocês não acham?!  Até porque nele, além de braços, estão envolvidos o nosso coração, a nossa mente, os nossos sentimentos, as nossas tristezas...

Tentando entender melhor o impacto do abraço na gente, nos perguntamos: o que seria o abraço, biologicamente falando? Quais substâncias são liberadas em nosso corpo durante o abraço? Quais são os efeitos do abraço?

Foi comprovado cientificamente que o contato físico com outros indivíduos por meio do abraço reduz o estresse e a pressão arterial. Além disso, ele também é responsável pelo aumento no nível de ocitocina no corpo. Essa substância, também chamada de hormônio do amor, está intimamente ligada à sensação de prazer, de bem estar físico e emocional, de segurança e de lealdade entre os abraçados.

Como já dizia Cazuza, abraço é o encontro de dois corações. Talvez vocês nunca tenham reparado, mas o abraço é um ato que por si só carrega uma porção de significados. Ele faz com que as pessoas se aproximem umas das outras, pois é por meio dele que elas demonstram sentimentos como amor, carinho, afeto, amizade, alegria, tristeza, saudade. Na palestra Deixando marcas é dito que para viver precisamos abraçar quatro pessoas diferentes. Para nos manter, outras quatro. Para crescer, ainda outros quatro abraços.

Mas... De tanto falar em abraço, não te deu uma vontade louca de abraçar todo mundo?! Você já abraçou alguém hoje? Não?! Então o que você está esperando? Abrace para viver, amar e ser amado! Não há hora certa para se abraçar, então vá, abrace e deixe sua marca no mundo!

Um forte e demorado abraço da Thay Mendes, do Victor Silva e de todos os voluntários do [hi]School!

Thay Mendes e Victor Silva
Voluntários do [hi]School