sexta-feira, 17 de maio de 2013

A Força do Abraço



O abraço pode parecer algo muito fácil de ser explicado: é uma ação realizada entre duas ou mais pessoas, em que elas são envolvidas nos braços umas das outras. Mas essa seria uma visão muito simplista do abraço, vocês não acham?!  Até porque nele, além de braços, estão envolvidos o nosso coração, a nossa mente, os nossos sentimentos, as nossas tristezas...

Tentando entender melhor o impacto do abraço na gente, nos perguntamos: o que seria o abraço, biologicamente falando? Quais substâncias são liberadas em nosso corpo durante o abraço? Quais são os efeitos do abraço?

Foi comprovado cientificamente que o contato físico com outros indivíduos por meio do abraço reduz o estresse e a pressão arterial. Além disso, ele também é responsável pelo aumento no nível de ocitocina no corpo. Essa substância, também chamada de hormônio do amor, está intimamente ligada à sensação de prazer, de bem estar físico e emocional, de segurança e de lealdade entre os abraçados.

Como já dizia Cazuza, abraço é o encontro de dois corações. Talvez vocês nunca tenham reparado, mas o abraço é um ato que por si só carrega uma porção de significados. Ele faz com que as pessoas se aproximem umas das outras, pois é por meio dele que elas demonstram sentimentos como amor, carinho, afeto, amizade, alegria, tristeza, saudade. Na palestra Deixando marcas é dito que para viver precisamos abraçar quatro pessoas diferentes. Para nos manter, outras quatro. Para crescer, ainda outros quatro abraços.

Mas... De tanto falar em abraço, não te deu uma vontade louca de abraçar todo mundo?! Você já abraçou alguém hoje? Não?! Então o que você está esperando? Abrace para viver, amar e ser amado! Não há hora certa para se abraçar, então vá, abrace e deixe sua marca no mundo!

Um forte e demorado abraço da Thay Mendes, do Victor Silva e de todos os voluntários do [hi]School!

Thay Mendes e Victor Silva
Voluntários do [hi]School

domingo, 12 de maio de 2013

Mãe, o Nosso Tudo




Bom dia, seus lindos! Então, como todos sabem, ou deveriam saber, todo segundo domingo do mês de maio é o dia das mães, e veja só, chegou esse maravilhoso e merecido dia dedicado a elas! E aí, você tem planos de fazer algo com a sua mãe hoje? Você já abraçou, beijou e desejou um feliz dia das mães para ela?

Mãe. Se formos pesquisar essa palavra no dicionário, encontraremos a seguinte definição: mulher que deu à luz um ou mais filhos. Para mim, mãe é muito mais do que isso, ela é o conjunto de todos os sentimentos bons e mais puros reunidos numa pessoa só. Mãe é sinônimo de fortaleza, amizade, confiança, amor, dedicação, esforço, austeridade, ternura... E se eu for continuar essa lista ficarei aqui uma eternidade! Resumindo tudo, mãe é uma dádiva na nossa vida.

Uma pessoa que me deixou uma marca foi a minha mãe, porque ela sempre batalhou junto comigo, fez de tudo para que eu conseguisse alcançar todos os meus sonhos, me apoiou em todos os momentos difíceis e sempre esteve comigo quando eu mais precisei de alguém! Mãe é mãe né?! Eu sou muito grato a ela por tudo que ela já fez por mim, por cada puxão de orelha, cada abraço, cada palavra de conforto, por cada oportunidade de estar ao lado dela!  

Bom, acho que depois de algumas lágrimas e recordações boas, está na hora de eu ir cuidar dela, da minha mãe! =) Eu só gostaria de falar mais algumas coisas... Hoje, 12 de maio, é o dia das mães, mas essa é só uma data simbólica. Até porque dia das mães é todo dia! Um abraço a todas as mães! Feliz dia das mães para vocês, suas lindas!

Victor Silva
Voluntário [hi]School

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Steve Wozniak - Criatividade e inovação


Com enorme alegria o projeto traz para vocês o relato da última palestra da noite, ministrada por Steve Wozniak, o co-fundador da Apple! Um palestrante que, para dizer pouco, tem muito peso tanto na atualidade quanto na história recente.

Prodígio desde pequeno, na maioria das vezes por iniciativa própria, Steve fertilizou a terra com sua imaginação e se aventurou em campos do conhecimento. Ele revolucionou o campo tecnológico com suas ideias e, na maior parte do tempo, ele o fez com pouca assistência externa, contando apenas com apoio dos seus pais e de alguns amigos para tornar sua visão um sucesso.

Com sua vasta experiência de vida, Steve pinta um quadro interessantíssimo para inspirar todos os ouvintes. Revendo a história do início de sua vida e as atribulações nela contidas, ele propõe a todos os ouvintes uma nova forma de encarar e superar as adversidades. Afinal de contas, quem diria que 50 anos atrás o pequeno Wozzie se tornaria um dos fundadores da empresa que hoje é um colosso?

Terminamos a noite cansados, orgulhosos e com muito carinho no coração direcionado a todos aqueles que fizeram o evento possível: a coordenação do UniCEUB, os voluntários do UniCEUB, os voluntários do [hi]School, o pessoal de apoio e todo mundo que com um sorriso no rosto fez desse evento um sucesso!

Hey good lookin', we hope to see you again.

Rafael Guimarães e Lucian Lorens
Voluntários [hi]School

quinta-feira, 2 de maio de 2013

Robert Wong - Profissionais de verdade.




O que um profissional de verdade precisa ter nos dias de hoje? Qual a diferença deste profissional para um profissional comum?

Robert Wong acaba de palestrar no Fórum UniCEUB e diz o que é preciso fazer para se tornar um profissional de verdade. Se formou em São Paulo pela Chapel American School e é graduado em Engenharia pela Escola Politécnica da USP (Universidade de São Paulo). É cidadão brasileiro de origem chinesa e é fluente em inglês, português e chinês. 

Ele começa a palestra pedindo para que todos se abracem para sentirem o calor humano. Diz, em seguida, que somos todos reis da nossas vidas e que devemos eliminar a autossabotagem ("não posso", "não consigo"). Ele diz, no decorrer da palestra, sobre "atitude". Esta pode ser boa ou ruim, e isso depende somente de nós. São as nossas escolhas que vão nos levar para o caminho do sucesso. Neste caminho, encontraremos desafios, tais que devem ser sanados através da nossa autoconfiança. Além disso, diz que muitas vezes nos deparamos com crises e que acreditamos que elas sejam problemas. Mas não são. As crises, segundo Wong, são apenas momentos de decisão que podem influenciar no nosso futuro e, consequentemente, na nossa vida. 

Wong diz as diferenças entre um profissional comum e um de verdade. O primeiro procura respostas, enquanto o segundo, perguntas. O primeiro sabe ganhar dinheiro, e o segundo, sabe fazer dinheiro - se dedica e faz jus ao seu tempo. O profissional comum tem interesse pelas pessoas e tem inciativa. Já o profissional de verdade, tem interesse genuíno e tem "acabativa" - não desistir. Diz, principalmente, que o profissional de verdade tem atitude, enquanto o comum tem comportamento. 

A atitude, para Wong, é a principal ferramenta para que se consiga chegar ao topo. As ramificações dessa ferramenta gera a autoconfiança. Esta, por sua vez, não existe sem o autoconhecimento. Wong diz que: "Quanto mais eu me conheço, mais autoconfiança eu tenho. Quanto mais autoconfiança eu tenho, mais eu quero me conhecer. É um ciclo." Conclui este pensamento dizendo que precisamos de todas essas ramificações para que a ferramenta principal faça parte de nossas vidas e que, assim, poderemos ser livres para sermos quem somos. Diz, complementando-se, que a maior inspiração do homem é o amor, e que sem ele nunca poderemos ser livres, pois um não funciona sem o outro.

E. depois de todos os momentos de reflexão que Wong proporcionou à plateia, finaliza sua palestra com uma pergunta: "Que profissional você quer ser?".

O Projeto [Hi]School agradece imensamente a presença de Robert Wong nesse evento ministrado pelo UniCEUB. Seremos sempre gratos pelos ensinamentos!

Itamara Cunha e Roger Samtullo.
Voluntários do Projeto [Hi]School.

Gilberto Dimenstein - Meu Papel Transformador



Boa tarde, gente!!! Dando continuidade ao aniversário de 45 anos do UniCEUB no ciclo de palestras do Fórum UniCEUB Educação Transformadora, o segundo palestrante do dia foi ninguém mais ninguém menos que Gilberto Dimenstein, jornalista brasileiro renomado e conhecido internacionalmente, com a palestra intitulada "Meu Papel Transformador". 

Ao iniciar a palestra, Gilberto contou uma história que nós do Projeto [hi]School também utilizamos em nossos bate-papos: a história do céu e do inferno. O objetivo dela é incentivar a seguinte reflexão: você está servindo, ajudando o próximo ou agindo unicamente por e para si próprio? 

Colocar em palavras o que o Dimenstein disse é difícil. O que me chamou mais a atenção foi uma frase que ele citou de uma passagem bíblica. Ela diz mais ou menos assim: "O fundamento da vida é o verbo". Verbo significa movimento e é através de movimentos que vivemos. Vencer a inércia, sair da zona de conforto. Criar, mudar, transformar. A magnífica ferramenta chamada vida pode ser melhor aproveitada de diversas formas. Coragem para fazer! E ter coragem não significa ausência de medo, mas sim controle sobre ele. Depois de tudo o que foi falado, acredito que não é o tamanho das ideias que as transformam em eficazes. Na verdade, o que transforma é a atuação sobre as ideias. Toda ideia é genial, toda ideia pode mudar o mundo. Basta que nós a façamos com amor, e da melhor maneira que pudermos fazer. Acredite! Você tem potencial para mudar o mundo!

Ao perguntarmos a ele como seria o futuro dos professores, como eles deveriam trabalhar e gerenciar as atividades em sala de aula, ele disse: "O futuro dos professores vai ser saber gerenciar, provocar e trazer os alunos para dentro da sala de aula utilizando todos os meios tecnológicos que temos e estão por vir." Além disso, nós do Projeto [hi]School perguntamos como deveria ser o jornalista do futuro e ele respondeu da seguinte forma: "O jornalista do futuro tem que ser um cara capaz de trazer não só notícias ruins ou boas, não só influenciar, mas sim conscientizar a sociedade."

Nós do Projeto [hi]School agradecemos, do fundo do coração, a Gilberto Dimenstein pela brilhante e inspiradora palestra. Gilberto, você é um lindo! 

Guilherme Costa, Luan Jorge e Victor Silva
Voluntários [hi]School

Silvio Meira - Empreendedorismo e Redes Sociais



Bom dia, pessoal! O grande dia, finalmente, chegou: o UniCEUB está completando 45 anos de ensino de qualidade e muita dedicação. Para comemorar, está sendo realizado um evento com uma série de palestras com o tema central Educação Transformadora.

A primeira do dia foi ministrada pelo grande Silvio Meira, formado em Engenharia Eletrônica pelo Instituto Tecnológico da Aeronáutica,  mestre em informática pela UFPE e professor titular do centro de informática dessa mesma universidade.

Sua palestra, que foi bastante dinâmica e interativa, teve como enfoque o empreendedorismo e as redes sociais. O empreendedorismo é, na sua visão, o que causa mudança no mundo e as redes sociais são responsáveis por contextualizar essa mudança. Para o Silvio, a mudança possui seis F's. O primeiro são as Fundações, seguido pelo Formato, pelas Funcionalidades, pela Flexibilidade, pela Facilidade e pelo Futuro. Segundo ele, ainda, a mudança não tem um fim. Ela é um processo cíclico. 

O Silvio discutiu, também, o tema da cultura. De acordo com ele, a cultura abrange a transmissão de informações entre os seres humanos e, nessa transmissão, o respeito se faz necessário, visto que é imprescindível para uma boa relação com você mesmo, entre profissionais e em sociedade. O respeito é  um dos valor destacado pelo Projeto [hi]School em suas palestras.

Nosso queridíssimo palestrante Silvio Meira abriu o Fórum UniCEUB de forma simpática e inteligente, deixando o público confortável e focado. O Projeto [hi]School parabeniza este mestre pela sua atuação no aniversário dos 45 anos do UniCEUB e agradece imensamente o aprendizado! 

Um forte abraço, Silvio Meira, seu lindo! 

Itamara Cunha e Victor Silva
Voluntários do Projeto [hi]School