segunda-feira, 14 de maio de 2012

Tia Iete






[hi] Galera!

Em nossas palestras, buscamos sempre levar os jovens a refletirem sobre as pessoas que marcaram suas vidas e quais marcas essas pessoas deixaram. Invariavelmente, os alunos que nos dão a honra de sua participação revelam que o que os marca de fato são valores universais: coragem, perseverança, humildade, amor, honestidade... Claro, sempre há aqueles divertidos indivíduos que dizem terem sido marcados por chineladas, palmadas, cintadas... hahahaha! Esse bom humor sempre contribui para o clima dos eventos!

Brincadeiras à parte, um dos exemplos que fortalecem essa mensagem é quando nos damos conta de que muitas vezes não lembramos quem foram as pessoas consideradas mais ricas ou mais bonitas do mundo no ano passado, mas nunca nos esquecemos do(a) professor(a) que nos alfabetizou há 10, 15 ou 30 anos. Por isso, as palestras do dia 10/05/2012, no Colégio Marista Champagnat, em Taguatinga, tiveram um gosto especialíssimo para mim: foi lá que, em 1996, a Tia Iete me ensinou a ler e a escrever, a somar e a subtrair.

Me lembro, como se fosse ontem, do aspecto da sala de aula, dos coleguinhas que estudavam comigo (alguns são meus melhores amigos até hoje!). Lembro até mesmo da voz da Tia Iete, e de como ela nos ensinou a “desenhar” cada letrinha, maiúsculas e minúsculas (para escrever o “a” a gente tinha que tentar desenhar o rosto de uma menininha!). Hoje, percebo a importância que a didática dessa professora teve na minha formação e na minha vida.

Queria poder entregar uma fitinha [hi] pra ela e dizer que a marca que ela me deixou foi a do Reconhecimento! =) Um dia eu terminei de copiar a matéria do quadro antes dos outros alunos e fiquei quietinho, acho que eu estava triste, não lembro o porquê. Mas lembro que ela percebeu, e me deixou ir para o recreio antes de todo mundo. Aquilo para mim foi um prêmio gigantesco! Imagina? Cinco minutos a mais para brincar! Acima de tudo, senti que meu comportamento foi valorizado, e dali em diante percebi que se eu respeitasse meus professores, eles me respeitariam de volta. Percebi como é importante reconhecer e ser reconhecido.

Hoje, queria fazer um agradecimento para os alunos super receptivos do Colégio Marista Champagnat, em especial àqueles que cantaram no Momento Ídolos com a gente (foi fera!).

Agradeço também a todos os professores que deixam marcas em nossas vidas, e merecem todo o reconhecimento do mundo, em especial a você Tia Iete. Onde quer que esteja, saiba que deixou uma marca na minha vida e que em todas as palestras eu me lembro da minha professora do primário.

Um forte abraço,

Pedro Lucas Vieira Manzur
Coordenador Geral do Projeto [hi]School